Bairro de Galata – Istambul

BAIRRO e TORRE de GALATA –

Galata e Taksim são dois bairros de Istambul. Galata fica na saída da Ponte de Galata e Taksin à direita do Bairro de Galata . Toda essa área foi dominada por Genoveses e venezianos durante o período bizantino, depois Istambul foi conquistada por otomanos levando em conta os princípios de tolerância às minorias, a região manteve-se sem alterações, contudo, não sobrou vestígios dos povos que ali ocupavam.

A Torre de Galata e a Mesquita Árabe são os prédios de maior destaque nesta área moderna da cidade. Há muitas igrejas cristãs e sinagogas em Galata, Beyoglu e Taksin. Na época otomana, especialmente do século XVIII em diante, estes três bairros se tornaram área residencial de embaixadores e de mercados especializados em produtos europeus.

Não deixe de visitar a torre, mas faça-o apenas se tiver tempo disponível e não a troque pela outras atrações antes descritas aqui no site. É uma visita interessante, mas se você tem poucos dias em Istambul, dê prioridade aos pontos turísticos mais importantes e recomendados e/ou àqueles que sejam efetivamente de seu interesse.

A Ponte pode ser vista da Torre e a Torre pode ser vista da Ponte
Hoje, na parte de baixo do bairro, existem mais a parte comercial, e a parte de cima, é uma área mais residencial.

Por ruas estreitas, ladeiras e escadarias chega-se à base da Torre de Galata
Cruzando a Ponte de Galata, chega do lado do Bazar Egípcio e a pé podemos subir até a torre. No lado oposto à ponte há um pequeno túnel, construído entre 1.871 a 1.876, que liga o bairro de Galata ao de Beyoglu. Foi construído por um engenheiro francês e é considerado o menor e mais antigo túnel do mundo.

A Torre de Galata fica no topo da encosta, e é visível de todos os lados da cidade. Sobre seus 61 metros há um restaurante e um mirante com bela vista da cidade e do bairro de Sultanahmet. O motivo maior, todavia, para se fazer uma visita à torre é exatamente a vista panorâmica da cidade que se tem dela. O restaurante é bom, mas é apenas um restaurantezinho turístico.

No topo da Torre há um restaurante para almoço,  jantares e shows folclóricos.
É um ótimo lugar para se ter uma visão da situação geográfica da cidade, de onde avista-se bem o Corno de Ouro bem em frente, o Estreito de Bósforo e o Mar de Mármara. Subimos ao topo por um elevador ou por uma escada em espiral de 143 degraus.

No almoço, fast-food e mesas arrumadas com jogos americanos de papel decorados com motivos e história da Torre.

Os genoveses construíram a Torre de Galata em 1.348, a qual integrava uma muralha defensiva da região que conquistaram dos bizantinos. Ela foi chamada pelos genoveses de Torre de Jesus. O diâmetro interno é de 9 metros e no período otomano foi usada como prisão, farol, armazém e torre de observação de incêndios.

blank

Galata by Metin Demirel

Nela ocorreu um dos mais surpreendentes momentos da história da cidade no período otomano: um cientista turco, de nome Hezarfen Ahmet Çelebi saltou do alto da torre usando asas projetadas e construídas por ele indo até o outro lado do Estreito de Bósforo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *