8 dias – Istambul & Capadócia

Para solicitar este roteiro envie um email para turquiapasseios@gmail.com com as seguintes informações:
  •   Número de pessoas que vão participar do passeio;
  •   Hotel onde você vai se hospedar (caso não tenha , podemos reservar para você);
  •   A data exata em que você quer fazer este passeio;
  •  Envie também o seu celular para agilizarmos o nosso contato.
 AVISO: NOSSA CLASSIFICAÇÃO DE ROTEIROS É APENAS UMA SUGESTÃO, VOCÊ PODE ESCOLHER QUALQUER ROTEIRO EM QUALQUER DIA, PODE ALTERNAR OS DIAS OU ATÉ FAZER ROTEIROS DIFERENTES!
 
Somos a única empresa de turismo da Turquia que tem CNPJ e conta jurídica bancária no Brasil, isso facilita pois assim você não precisa pagar IOF.
 Itinerário da İstambul e Capadócia:

No dia de chegada o transfer privado para o hotel selecionado. Nos informe sobre o horário de chegada com o número do vôo.

Esse roteiro começa na cidade de Istambul, caso não tenha hotel ainda, nos informe que podemos reservar ou veja algumas dicas de hotéis que deixamos AQUI .

1º dia:  – Chegada em Istambul

Recepção no aeroporto. O transferista leva você para o hotel com van particular

Transfer para o hotel selecionado por você.

2º dia:  – Istambul

A Turquia é um país que geralmente encanta  seus visitantes devido à sua boa estrutura turística, gentileza de seu povo e fantásticos pontos de atração. Uma nação que congrega a organização do ocidente com excelentes hotéis, boas estradas, comida saudável e bons preços, com todo fascínio do oriente em seus bazares, mesquitas e povoados. Mas além de tudo isso, a história dessa região, antigamente chamada ANATOLIA, é riquíssima e onde se desenvolveram uma dezena de Grandes Civilizações como a Hitita, Grega, Persa,    Helenística, Romana, Bizantina e Otomana.

ISTAMBUL

Embora desde 1923 Ancara seja a capital do país, Istambul continua sendo o centro nervoso da economia, cultura, arte e a religião, quer dizer, da vida turca. Esta cidade localizada no Bósforo é ao mesmo tempo muito antiga e muito nova, oriental e ocidental. De fato, este estreito separa dois continentes: o europeu e o asiático. Também, neste lugar pode-se admirar um dos espetáculos mais bonitos em toda a Turquia: os maravilhosos por do sol de tons avermelhados que são refletidos na água. É naquele momento quando a cidade se torna um lugar mágico e é compreendida a razão porque foi escolhida como capital de três impérios de grande poder, o romano, bizantino e o otomano.

A visita à Istambul normalmente começa em Santa Sofia. Esta igreja foi construída por mandado de Constantino I e teve diferentes usos, de 916 à 1453 era igreja, de 1480 à 1934 mesquita e de 1934 até nossos dias, museu. Desde sua construção em 325 foi restaurada em várias ocasiões, a primeira foi em 532 e em cinco anos foi totalmente reconstruída, depois de sua destruição em um incêndio. Para a sua construção foi usado um material básico, o mármore. Em 1453 foram acrescentados elementos típicos de arquitetura árabe como minaretes e fontes. A última restauração foi ordenada por Atatürk que mandou descobrir os bonitos mosaicos que tinham sido cobertos com gesso que seguindo as prescrições do Islã e, é neste momento quando é concedida a categoria de museu.

Caminhando por este belo edifício pela porta principal se chega ao antepátio no qual encontra-se o Pavilhão dos Relógios e os sepulcros dos sultões e príncipes do Império Otomano. Dali passamos pelo salão de entrada no qual estão as portas de bronze de 883. Na parte superior da porta que conduz ao átrio da basílica se encontra o mosaico da “Mãe de Deus com Jesus Cristo” que tem aos lados os dois Imperadores, Justiniano e Constantino, aos quais o edifício deve sua construção. O átrio, nártex, tem várias abóbadas de mosaico dourado e as paredes estão cobertas com mármore. Do átrio, por cinco portas, se passa para os vestíbulos exteriores e destes, com nove portas, chega-se a igreja na qual destacam a impressionante cúpula de 55 m de altura e 31 m de diâmetro, as pinturas bizantinas e os mosaicos.

Na frente de Santa Sofia encontra-se outro dos emblemáticos edifícios desta cidade, a Mesquita Azul. Construída entre 1609 e 1616 por ordem do Sultão Ahmed Cami. Seu nome é devido ao revestimento das paredes com azulejos azuis de Iznik. Também é desta cor a cúpula de 43 m de altura e 22 m de diâmetro. No exterior destacam os seis minaretes já que as mesquitas normalmente só têm quatro e somente A Meca tinha seis e depois da construção desta mesquita tiveram que acrescenta-lhe mais um. Nas noites de verão realiza-se um espetáculo de luz e são muito bonito.

Continuando com os edifícios religiosos de culto muçulmano, a Mesquita do Suleimán O Magnífico é impressionante, tanto por sua localização numa colina situada na margem ocidental do Chifre de Ouro, como por seu desenho. O arquiteto eleito era Sinán que levantou em somente sete anos, de 1550 a 1557. É a maior mesquita de Istambul e, talvez, a mais bonita. No exterior destacam os quatro minaretes e no interior, o nicho para a oração (mihrab) e o púlpito (mimber), ambos de mármore branco lavrado e com bonitos vidros. Os jardins foram escolhidos por Suleimán e sua esposa Roxelana como última morada, ali encontram-se os mausoléus que acolhem seus restos, junto à tumba de Sinán. Dentro deste recinto encontram-se também quatro escolas teológicas, uma escola de medicina, um refeitório e um hospício para pobres, um caravasar e um banho turco.

Palácio de Topkapi, grupo arquitetônico realmente impressionante, que foi construído entre os séculos XV e XIX como magnífica morada dos sultões otomanos e sua corte. Atualmente é o museu que acolhe os tesouros daquele tempo. Ao lado da porta de entrada está a Fonte de Ahmet III que com sua cúpula e os relevos é uma das mais belas da cidade. Atrás da porta se abre uma praça com a Igreja de Santa Irene de culto Cristão, e desde ali chega-se ao pátio externo no qual acham-se as cozinhas, com dez chaminés que acolhem o Museu do Harém de Topkapi no qual pode-se admirar a coleção imperial de cristais, prata e cerâmica chinesa de grande valor. Na frente das cozinhas estão estábulos que expõem equipamentos de montar e carruagens usadas pela corte otomana. O Harém, um verdadeiro labirinto ao que foram acrescentando edifícios ao longo dos anos está ao lado dos estábulos e que foi protegido por eunucos negros para impedir a entrada de homens que não eram familiares diretos do sultão. No pátio do Harém está erguida uma torre de 40 m, parte do interior da Sala do Visir e duas salas que expõem cerâmica de Iznik e Kutahya. Nas proximidades está o edifício que acolhe uma coleção de armas otomanas.

Desde ali, cruzando a Porta da Felicidade, chega-se ao pátio interior do Harém onde estão localizadas a Sala de Audiências, a Biblioteca de Ahmet III, a colunaria em que estão expostos os artigos de vestuário do guarda-roupa imperial e a Câmara do Tesouro que acolhe nos seus quatro quartos riqueza característica das Histórias das Mil e uma Noites como o trono de Nadir recoberto de pedras preciosas e pérolas, armas de tanto valia como o punhal esmeralda, alfinetes para turbantes, armaduras enfeitadas com jóias e como estrela do tesouro o diamante Spoonmaker de 84 quilates.

À saída da Câmara pode-se passear pelo Jardim das Tulipas no qual existem vários pavilhões entre esses o que destaca o Quiosque de Bagdad onde as cúpulas e os telhados são adornados com relevos dourados, as paredes com azulejos esmaltados e as portas e janelas com madrepérola e marfim.

Dentro do recinto palaciano são também de interesse a Estância da Circuncisão e a Casa das Relíquias que acolhe um tesouro muito mais valioso para os muçulmanos que as jóias imperiais, já que trata-se dos objetos pessoais do venerado profeta Maomé. (O Palácio de Topkapi pode ser visitado diariamente menos terças-feiras).

Palácio de Dolmabahce é localizado num ambiente realmente especial, ao longo de 600 m na margem européia do Bósforo. O interior deslumbra a Sala de Recepção com 56 colunas e uma luminária de cristal de quatro toneladas e meia de peso e 750 lâmpadas. Pode-se visitar diariamente menos segundas e quintas.

Torre Gálata, de 62 m, tem na parte mais alta um estupendo restaurante desde o qual podem ter vistas realmente bonitas. A Fortaleza Européia, Rumeli Hisari, que foi construído em só quatro meses por ordem de Mehmet o Conquistador em 1452. Na atualidade acolhe um teatro ao ar livre.

 

3º dia:  – Istambul

Sugerimos um Cruzeiro pelo Bósforo

Para relaxar depois da visita aos lugares turísticos não há nada melhor que embarcar em Eminu para levar a cabo um cruzeiro pelo Bósforo. A viagem normalmente dura umas seis horas e vai fazendo escala alternativamente na parte oriental e na ocidental. Durante a jornada muda totalmente a perspectiva e todos os pontos que foram percorridos a pé aparecem agora juntos majestosos ao lado de deliciosas casas de madeira, modernas construções de moradias, restaurantes luxuosos e de pequeno tamanho nos que pode-se degustar peixe fresco. Também são contemplados os parques e jardins das margens como o Parque de Emirgan que em primavera se enche com tulipas, uma das pontes pênsil de maior tamanho de todo o mundo, a Ponte do Bósforo e fortalezas de pedra. Na maioria destes lugares se efetuam escalas com tempo para percorre-los. Especial interesse tem a parada em Ortakoy onde os artistas expõem seu trabalho nos domingos em plena rua.

A tarde

O Grande Bazar
Depois deste magico passeio de visitar o Grande Bazar completa a sensação de estar numa cidade de lenda. Este bazar coberto é o maior no mundo com mais de 4.000 postos. Está distribuído por especialidades e suas complicados ruas acolhem diferentes artesãos, joalheiros, ourives do latão e do cobre, tecedores especialistas de tapetes, negociantes antigos, livreiros e muitos mais. Tudo aquilo que se possa imaginar o achará no interior decorado com um alvoroço agradável, repleto de conversas, risos e pechinchas. Completar a visita por Istambul não se pode perder uma visita ao Misir Carsisi, o Bazar das Especiarias. Sem dúvida lhe embriagará uma certa vertigem quando recebendo o impacto da explosão de aromas e cores que lá são respirados. Pode-se adquirir a preços mais acessíveis que no resto da Europa açafrão, mel, pistaches, Hena, canela, orégano, curry, pimenta e tudo aquilo que seus pratos favoritos podem precisar.

4º dia:  – Istambul


Museus de Istambul

Istambul tem um amplo leque de museus de grande importância. Deixando a parte Santa Sofia, o Museu Kariye é o monumento bizantino mais importante em Istambul. Está situado dentro de São Salvador de Chora, igreja do século XI. As paredes são adornadas com afresco e mosaicos do século XIV que foram cobertos com gesso em 1511 ao converter-se em mesquita para novamente ver a luz em 1951. Nas redondezas se levantam casas de madeiras que atualmente acolhem a cafés ou restaurantes nos que provar um pouco da delícia da gastronomia turca num ambiente realmente bonito (fechados nas terças-feiras).

Museu de Arte Turca e islâmica é o que melhor introduz ao visitante nas entranhas da cultura árabe. Localizado no Palácio de Ibrahim Pasa que o mandou construir 1524, esta antiga residência imperial abriga hoje uma impressionante coleção de cerâmica selyúcida, pedestais com gravações alcorânicas, pedras com inscrições, objetos de metal e madeira, miniaturas persas e turcas, tecidos, tapeçarias e tapetes de parede maravilhosos, que alguns considerados como os mais antigos do mundo. Depois da visita pode tomar um excelente chá no café turco que está localizado no interior (fechado nas segunda-feira).

Os Museus Arqueológicos estão localizados no primeiro pátio do Palácio de Topkapi. A coleção exposta é muito amplia antigas esculturas, cerâmica, moedas, sarcófagos cuja a peça principal é o “sarcófago de Alexandre” do século IV a.C., com relevos que mostram cenas da vida de Alexandre Magno, um rastro do Templo de Jerusalém, uma leoa do Mausoléu de Halicarnaso e bustos de imperadores romanos. Em realidade estão expostos peças sumérias, babilônicos, assírios, hattis, bizantino e hititas. (Abre diariamente menos às segundas-feiras).

Museu de Cerâmica Turca, localizado num pavilhão de grande beleza conhecido como o Cinili Kosk próximo ao harém de Topkapi, expõe objetos de cerâmica de Iznik, selyúcidas e otomanas de grande valor (fechado nas segundas-feiras).

O Museu dos Tapetes Turcos no qual podem ser admirados os melhores desenhos e tecidos de todos os tempos, como também bonitos kilims de cores brilhantes. (Estes museus fecham nos domingos e nas segundas-feiras).

5º dia:  – Istambul/Kayseri – Capadocia

Voo Istambul/Kaisery  : Recepção no aeroporto. O transferista leva para o hotel com van particular

6º dia:  – Capadócia

full day private tour

TOUR OPTION 1

Our first real encounter with Cappadocia’s almost Martian landscape is in the Dervent valley, where the rock formations are amazing.

A walk through the Zelve Open Air Museum is a journey into the past, with its troglodyte houses. This is one of the earliest inhabited and latest abandoned monastic settlements in Cappadocia. After Zelve we visit Pasabag’s “fairy chimneys”, where the voice of the wind harmonises with the songs of the fairies. From here we pause at Avanos, a centre of terracotta art since 3,000 BC, for a demonstration in a traditional pottery workshop. After lunch in Avanos, we visit the famous Goreme Open Air Museum to see the best examples of Byzantine art in Cappadocia. These are found in rock-cut churches with frescoes and paintings dating from as early as the 10th century. We complete the tour with a visit to the     Uchisar Rock-Castle, giving you a panoramic view of the valleys of Cappadocia.

7º dia:  – Capadócia

( Opcionalmente ) ballon ride on oct 1st morning for 4 persons

– The short ride takes approximately 60 minutes

Pick up time 05.00am / Return 08.00am

The tours are private tour that the departure time is flexible.

After coming from Balloon riding , they can have their breakfast at our hotel and start their tour whenever they feel they are ready.

 TOUR OPTION 2

The tour begins with a descent towards the centre of the earth, with a trip to the underground city of Kaymakli; one of the largest and deepest of Cappadocia’s many such settlements. From here we drive to Ihlara canyon, walking through the canyon via the Steps of Anatolia to Belisirma village, the ancient Peristrema. Set by the Melendiz River this is known as the “Valley of the Sky”. Churches carved from the rocks form a gallery of early paintings that are remarkable for their accuracy. We lunch in Belisirma at a local restaurant by the river. On the way to     the Caravanserai of Agzikarahan, we visit the beautiful village of Selime. Agzikarahan is a very fine example of the Turkish Seljuk art, built in the early 13th century on the legendary Silk Road, for the accommodation of the traders and their camels.

8º dia:  – Capadocia/kayseri /Istambul  fim de serviços

                        

Tour Highlights:

Incluidos:

  •   3 dias de passeio privado com guia em português e com van particular em Istambul
  • Dois dias de passeio privado na capadócia com guia local em português e com van particular na Capadócia
  • As recepções nos aeroportos e os traslados do aeroporto para os hotéis e vice-versa com forma privada
  • Os ingressos para todos os lugares citados no roteiro

As passagens áreas e o hotel não está incluido no preço. No caso de o cliente quiser, podemos arranjar o hotel ou as passagens entre os trajetos de Istambul – Capadócia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *